Baiano que recuperou a visão após orar para Irmã Dulce tem nervo ótico danificado; medicina não explica cura

O maestro soteropolitano José Maurício Moreira tem 50 anos de idade, dos quais passou 14 sem enxergar. Durante uma crise de conjuntivite, rogou para que Irmã Dulce ajudasse a aliviar as dores e ela fez ainda mais: fez com que ele voltasse a enxergar.

A partir daí, o Vaticano concluiu o processo de canonização do ‘Anjo Bom da Bahia’, que vai ser oficialmente santa no dia 13 de outubro de 2019.

O G1 conversou com José Maurício [assista ao vídeo acima], que está no Vaticano para participar da celebração, presidida pelo Papa Francisco. O caso é emblemático e foi decisivo para a conclusão do processo de Irmã Dulce, segundo o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

A canonização da baiana é a terceira mais rápida da história da Igreja Católica – fica atrás somente do Papa João Paulo II (9 anos) e da Madre Teresa de Calcutá (19 anos).

Veja a matéria completa em:

https://g1.globo.com/ba/bahia/irma-dulce/noticia/2019/10/12/baiano-que-recuperou-a-visao-apos-orar-para-irma-dulce-tem-nervo-otico-danificado-medicina-nao-explica-cura.ghtml